Time, energy and money. These should never be compromised.

Dicas de poupança para o verão

Aproveite para descansar e não se preocupar.

A época de verão aproxima-se e com ela uma das alturas do ano em que a maior parte dos Portugueses aproveita para tirar uns dias de descanso. No entanto, esta época traz também consigo algumas despesas extra que não se costumam verificar ao longo dos outros meses do ano. Neste artigo propomos um olhar sobre dicas de poupança nesta altura do ano e assim evitar surpresas no seu orçamento familiar.

Despesas domésticas

No período mais quente do ano as despesas relacionadas, precisamente, com o facto da temperatura se encontrar alta, são as mais relevantes no orçamento familiar. O arrefecimento da casa é uma dessas despesas. Com o aumento da temperatura muitas pessoas optam por utilizar aparelhos de ar condicionado com o fim de fazer descer a temperatura dentro de casa. Hoje em dia estes aparelhos estão, cada vez mais, eficientes a nível energético. No entanto, ainda podem ser responsáveis por uma despesa significativa ao longo do período do verão. Se ainda não possui nenhum e está a pensar adquirir um para a sua habitação tome especial atenção ao seu consumo. Este poderá fazer uma diferença grande a nível de gasto mensal com a electricidade e poderá constituir uma das melhores dicas de poupança. Outra despesa doméstica que frequentemente sobe no período do verão é a água. Devido ao tempo quente criam-se condições para consumir mais água e consequentemente aumentar a despesa relacionada com esta.

Marcar férias

As despesas relacionadas com férias constituem, uma das despesas mais elevadas no verão. No entanto este tipo de despesa pode ser bastante diminuído se tiver alguns cuidados na hora de marcar as suas férias. Em primeiro lugar evitar a época alta é uma das melhores dicas de poupança que deve procurar seguir. Os preços das viagens e alojamentos sobe em flecha na época alta e acaba por despender um valor muito mais elevado comparando com fazer as mesmas férias umas semanas antes ou depois. Assim, deve procurar, a todo o custo, evitar marcar férias em Agosto, pois estará a pagar muito mais. No caso de ter a obrigação de marcar férias em Agosto o conselho que podemos dar é que marque as mesmas com a máxima antecedência possível. Adicionalmente, se planear ir para o estrangeiro, procure companhias Low-Cost para viajar. Apesar da diferença poder não ser tão grande, devido a tratar-se da época mais alta, sempre terá alguma probabilidade de poupar um pequeno valor.

Finanças mensais

Se se sentir revisto nos gastos que referimos acima e efectivamente os seus meses de verão costumarem ser significado de uma dor de cabeça financeira, então deverá procurar poupar noutras vertentes. Por exemplo, despesas extra que não sejam urgentes poderá adia-las para outra altura. Procurar um rendimento extra através de um trabalho em part-time também poderá ser uma solução. Se não consegue resolver o problema do lado da despesa, poderá tentar fazê-lo por via do rendimento. Ao usufruir de um rendimento extra o aumento de despesas que o verão traz consigo poderão ser minimizadas. Este rendimento extra pode ser obtido através de um trabalho complementar à sua actividade a tempo inteiro ou via algum investimento que faça. O investimento em acções, por exemplo, poderá ser uma opção. Esta altura poderá ser uma oportunidade para diversificar fontes de rendimento através de novos investimentos.

Conclusão

Na época de verão muitas famílias vêem as suas despesas mensais aumentarem significativamente. A nível de despesas domésticas é comum haver um incremento nas despesas relacionadas com o arrefecimento da casa. Se planeia adquirir um aparelho de ar condicionado tome especial atenção ao seu consumo e eficiência energética. Hoje em dia existem aparelhos com modos de poupança de energia que podem fazer uma diferença significativa na conta de electricidade. Por vezes o preço de aquisição destes pode ser um pouco superior, mas compensará sempre ao longo do tempo. Este tipo de aparelhos é suposto durarem muitos anos, pelo que, a diferença no preço de aquisição, face a equipamentos menos eficientes energeticamente, será diluído ao longo do tempo.

Por outro lado se for de férias nesta altura do ano, recomendamos que evite a época mais alta, nomeadamente em Agosto. Neste mês os preços encontram-se altamente inflacionados e acabará a despender muito mais do que aquilo que gastaria se fosse de férias em Junho, Julho ou Setembro. No caso de ter obrigatoriamente de tirar férias nesta altura, entre as nossas dicas de poupança recomendamos marcar com o máximo de antecedência possível e assim beneficiar de preços mais baixos.

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.