Time, energy and money. These should never be compromised.

Dicas de poupança ao ter um filho

Conheça as nossas dicas financeiras para a chegada de um filho.

Ter um filho proporciona aos casais uma experiência inesquecível. No entanto, do ponto de vista financeiro, requer um planeamento bastante cuidado para não ter surpresas e não transformar um dos momentos mais bonitos da vida em casal, num verdadeiro pesadelo financeiro. Conheça as nossas dicas de poupança e enfrente esta fase da melhor forma.

Vivemos numa época na qual a taxa de natalidade é baixa. Não só em Portugal, mas em muitos países ditos desenvolvidos as taxas de natalidade são muito inferiores ao que já foram em tempos. As razões para isto são praticamente as mesmas entre todos os países. Uma delas é a existência e massificação dos métodos contraceptivos. Historicamente nunca houve tanta divulgação e facilidade de acesso aos mesmos. Isto faz com que os casais possam planear com mais eficiência se desejam ter filhos ou não. Por outro lado, o facto das mulheres terem actualmente uma vida activa tão exigente profissionalmente como os homens, também tem contribuído para que os filhos passem para segundo plano. Por fim, do ponto de vista financeiro, existe também um motivo que leva os casais a não terem filhos. Este consiste precisamente no facto dos empregos serem mais instáveis e ser difícil conseguir a estabilidade financeira necessária para poder ter um filho.

Apesar dos motivos referidos no parágrafo anterior, se o casal tiver um planeamento e cuidados adequados, a experiência de ter um filho decorrerá sem preocupações. Conheça as nossas dicas abaixo.

Poupe o máximo que puder antecipadamente

Uma das melhores dicas de poupança que lhe podemos dar é a de poupar, antecipadamente, o máximo que puder. Isto porque haverá despesas extraordinárias que não está à espera e será necessário fazer face a elas. Por outro lado, o facto de aumentar as suas despesas mensais trará uma margem muito reduzida para poupar dinheiro mensalmente. Assim, a sua poupança tem de ser inteiramente construída antes de ter o seu filho, uma vez que após isso será muito difícil aumenta-la. Desta forma, se a sua poupança ainda é muito reduzida, pondere adiar uns tempos o seu primeiro filho, enquanto tenta aumentar as suas poupanças. Para poupar mensalmente poderá seguir algumas das dicas que descrevemos no nosso site.

Compre em segunda mão

A vinda de um filho traz consigo um conjunto alargado de despesas extra. Muitas destas despesas são com coisas que este só irá utilizar durante um período de tempo reduzido. O melhor exemplo disso é a roupa. Por estar em fase de crescimento acelerado as roupas deixarão de servir ao seu filho rapidamente. Assim, uma roupa que compre hoje, pode já não servir daqui a umas semanas. O mesmo se aplica ao carrinho de bebé e outros utensílios que são dispendiosos mas serão utilizados apenas durante uma fase curta da vida dele. Por este motivo uma das melhores dicas de poupança que lhe podemos dar é que adquira o que necessita em segunda mão. Por serem utilizadas durante um curto espaço de tempo, poderá encontrar coisas em estado quase novo e a uma fracção do preço delas caso comprasse numa loja. Esta constitui assim uma excelente forma de poupar pois muitas das coisas necessárias são bastante dispendiosas. Comprando material usado terá oportunidade de poupar bastante. Existem inclusivamente lojas dedicadas apenas a material para bebés usado, pelo que, estas são um excelente ponto de partida para as suas compras.

Pedir emprestado

Do ponto de vista financeiro, melhor ainda do que comprar em segunda mão é pedir emprestado tudo o que puder. De certo que conhecerá casais que também tiverem filho há pouco tempo e, provavelmente, ainda dispõem de todo o material que adquiriram para ele. Uma boa opção é pedir emprestado algumas coisas. Amigos e família não se importarão de ajudar uma vez que, provavelmente, terão várias coisas que lhe podem ser muito úteis, a apanhar pó numa arrecadação. Nesse sentido não lhes faz qualquer diferença emprestar a um amigo ou familiar que precise. Desta forma poupa 100% do valor do bem em questão o que multiplicado por várias coisas pode facilmente chegar a alguns milhares de euros de poupança.

Conclusão

Ter um filho não precisa de ser um pesadelo do ponto de vista financeiro. Se seguir algumas dicas de poupança é possível lidar com uma das fases da vida mais bonitas da vida em casal, sem sobressaltos financeiros. Deve ter consciência que os seus gastos mensais vão subir significativamente, pelo que, a sua margem para poupar mensalmente será quase nula. Assim, deve procurar poupar o máximo possível antes de ter o seu filho. Por outro lado, depois de ter o seu filho, comprar material em segunda mão ou pedir emprestado podem ser duas excelentes formas de poupar bastante dinheiro. Dado que serão bens utilizados por um período de tempo muito reduzido, tudo o que puder poupar neles, melhor.

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.