Time, energy and money. These should never be compromised.

Como encontrar emprego no estrangeiro

Trabalhar no estrangeiro pode ser a sua melhor saída profissional

O emprego em Portugal já passou por momentos piores. A seguir à crise financeira de 2008 os níveis de emprego subiram para os mais altos de sempre da democracia. Este fenómeno foi particularmente mais relevante na faixa etária dos mais jovens e dos recém licenciados. Por outro lado, Portugal é um país demasiado pequeno para que determinadas áreas profissionais tenham expressão. Estas situações têm levado a que sejam criadas condições para que muitos portugueses tenham interesse em procurar emprego no estrangeiro.

Áreas mais desenvolvidas no estrangeiro

Tal como foi referido, um dos motivos que leva Portugueses a procurar trabalho no estrangeiro é o facto de determinadas áreas profissionais em Portugal, não terem procura suficiente para absorver a oferta que existe. Um exemplo é a industria espacial que tem pouca expressão em Portugal mas tem vários licenciados em Portugal. A única opção para estes recém licenciados acaba por ser procurar trabalho no estrangeiro, nomeadamente num pais onde esta área tenha expressão.

Que país escolher

Uma das primeiras decisões que deve tomar é qual o pais ou conjunto de países nos quais gostaria de ter um emprego no estrangeiro. Este é um ponto importante para direccionar, minimamente, a sua busca. Nesta decisão deve ter em conta a distância a casa por exemplo, o clima, a cultura e hábitos da população entre outros. Planeia vir a Portugal com frequência? Se sim, deve procurar um local perto, a poucas horas de avião. Caso contrário o preço dos bilhetes de avião e o tempo necessário para a viagem podem inviabilizar que as faça com frequência. Lembre-se que se precisar, por exemplo, de 10h de voo por viagem, num fim de semana não compensará vir a casa. Por outro lado se o preço das viagens é demasiado dispendioso, poderá chegar a uma situação que uma parte muito relevante do seu ordenado é apenas gasto em viagens a casa.

Por outro lado, na hora procurar de emprego no estrangeiro, deve também considerar o clima do país em questão bem como os aspectos culturais relacionados com a comunidade que lá vive. O clima é um factor que influencia o bem-estar do Ser Humano mais do que muitas vezes se pensa. Da mesma forma os hábitos e cultura de uma comunidade também fazem com que uma pessoa se sinta mais ou menos integrada, o que, por sua vez, também influencia a felicidade de uma pessoa.

Por onde começar

Depois de escolher o país ou zona do globo para o qual gostaria de ir trabalhar é altura de começar a busca. Um dos locais onde deve começar é visitar a embaixada do pais em questão. Nesta conseguirão direcciona-lo para onde deve começar a sua procura e, mais importante ainda, quais os procedimentos e regulamentos para poder ir trabalhar para o país. As leis do trabalho variam de país para país por isso convém informar-se bem dos seus detalhes, antecipadamente. Nomeadamente a nível de dias de férias, salários, protecção social, horários de trabalho, entre outros.

Outro local por onde deve começar a sua busca de emprego no estrangeiro é na Internet, tentando encontrar quais os sites de referência de oferta de emprego. Tal como em Portugal, a grande maioria das ofertas de emprego, de todas as áreas, estão publicadas na Internet. Assim, deve começar por identificar quais os sites de emprego de referência do país e iniciar neles uma busca. A maior parte deles estão disponíveis em inglês pelo que, terá facilidade em procurar. Se, por acaso, isso não acontecer, pode sempre usar o Google Translator para traduzir o site por completo.

Processo de selecção

Muitas vezes o processo de selecção de ofertas de emprego que aceitem candidaturas de outros países, inicia-se por via remota. Isto significa que, numa primeira entrevista, a maior parte das vezes, não terá de se deslocar ao país em questão. Normalmente usa-se uma ferramenta de vídeo conferência, tipo Skype, e a entrevista é conduzida por aí. Desta forma a entidade empregadora consegue formar uma primeira imagem do candidato em questão e decidir se este deve passar à próxima fase do processo de selecção. Numa fase posterior já é mais habitual que o candidato tenha de se deslocar ás instalações da empresa para que o empregador o possa conhecer melhor. Ao chegar a esta fase, o candidato poderá aproveitar para fazer outras entrevistas pessoalmente ou informar as empresas de outros processos de selecção onde está envolvido, que irá estar no pais. Desta forma, se houver interesse da sua parte, poderá ser agendada uma entrevista presencial.

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.