Time, energy and money. These should never be compromised.

Serviços de Mineração de Bitcoins

Hasflare, Genesis Mining e outras opções para minerar bitcoins

A crescente popularidade da Bitcoin tem vindo a criar o interesse do público em geral sobre como pode lucrar com este fenómeno. A Bitcoin é tudo menos uma moeda convencional, pelo que, as tradicionais formas de transacionar uma moeda e obter lucro desta, não se aplicam à Bitcoin. Numa moeda convencional, como o euro ou dólar, são os bancos centrais que fazem a sua emissão. No caso da Bitcoin, não existe nenhuma entidade centralizada responsável por esta operação, pelo que esta é gerada pelas pessoas que a estão a mineirar.

Como funciona a mineração?

Mineirar significa, através da instalação de um software próprio, ajudar a resolver problemas matemáticos úteis para a rede Bitcoin, nomeadamente para confirmar transações. Ao fazer este trabalho vão sendo atribuídas Bitcoins como recompensa à pessoa que está a mineirar. Esta constitui assim a forma mais comum de poder lucrar com Bitcoin. No fundo é ajudar o sistema bitcoin a funcionar e para isso obter uma recompensa.

O processo de mineração constitui um conjunto de operações complexos e pesados para a maior parte dos computadores convencionais pelo que normalmente, quem se dedica a esta atividade tem de procurar outras alternativas. Uma das formas de o fazer é adquirindo hardware optimizado para este tipo de processamento. Hoje em dia existem várias opções nesta área que normalmente rondam alguns milhares de euros de investimento aos quais acrescem os custos com eletricidade.

Outra alternativa frequentemente seguida para se minerar Bitcoins é a de fazer cloud mining. Neste caso não necessita de ter nenhum investimento em hardware nem ter preocupações com toda a infraestrutura, gastos com eletricidade, entre outros. O cloud mining consiste em adquirir capacidade de processamento (ou seja recursos informáticos) a uma entidade que os forneça remotamente. No fundo o utilizador paga por um “aluguer” da infraestrutura toda já implementada e em funcionamento. Os dois serviços mais populares de cloud mining são o Genesis Mining e o Hashflare.

Genesis Mining

A Genesis Mining nasceu em 2013 e reclama ser actualmente a maior empresa de cloud mining, contando com cerca de 500 000 clientes. Possui um Data Center instalado na Islândia de grandes proporções. Este sistema funciona para Bitcoin mas também para outras criptomoedas como a Ethereum. O valor a pagar depende diretamente da capacidade que o cliente desejar contratar, sendo que, quanto maior a capacidade mais caro fica mas maior poderá ser o retorno potencial. Assim o Cliente deve procurar o melhor equilíbrio entre estas 3 variáveis sempre presentes, o investimento a fazer, a capacidade de processamento obtida e o retorno potencial. De notar que todos os planos oferecidos estão isentos de custos de manutenção, pelo que constituem uma forma de poder entrar na mineração de criptomoedas com um investimento baixo e sem ter a preocupação de custos a longo prazo.

Hashflare

A Hashflare nasceu um ano mais tarde que a Genesis Mining mas tem-se vindo a afirmar como uma alternativa a esta. A nível de oferta de outras criptomoedas tem um leque menos vasto que a Genesis Mining mas tem preços mais competitivos o que acaba por a tornar interessante. A forma de funcionamento é em tudo semelhante a Genesis Mining, o conceito é o cliente poder adquirir capacidade de processamento sem ter de se preocupar com o investimento em hardware e todos os custos daí decorrentes. No entanto, no caso da Hasflare, existem custos de manutenção que é necessário pagar, ainda que, bastante baixos, em nada comparados com os custos de montar você mesmo o seu sistema em casa.

A Hashflare na sua página web coloca o compromisso de um retorno de investimento de aproximadamente 200% anuais o que é, sem duvida muito aliciante. Por oposição a Genesis Mining não quantifica o seu compromisso.

À semelhança da Genesis Mining estas empresas fazer contractos anuais visto que este é um investimento que será sempre a alguns meses e não a muito curto prazo. Este não é assim adequado para quem procura retornos potenciais muito rápidos, uma vez que a tarefa de mineração, mesmo nestas clouds é uma tarefa dispendiosa a nível de tempo, pelo que, só é possível começar a ter rentabilidade, cobrindo o investimento inicial, passado algum tempo.

Conclusão

Neste artigo apresentámos algumas opções para minerar Bitcoins, opções essas que se podem estender à maioria das outras criptomoedas. Cabe a cada pessoa decidir qual a forma lhe mais se adequa àquilo que procura, sendo que, como conclusão, podemos dizer que quanto maior o investimento, maior o retorno potencial.

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.