Time, energy and money. These should never be compromised.

Como investir em Bitcoin

Uma coisa é certa, as Criptomoedas estão cada vez mais na moda. No entanto, ao contrário do que se possa pensar não são um projecto recente. Foi em 2008 quando, pela primeira vez, Satoshi Nakamoto começou a explorar este conceito e definiu a forma como esta moeda poderia funcionar. O ano de 2008 não foi por acaso, já que foi esse o ano da crise do Sub Prime, que como se sabe teve consequências grandes na vida de milhões de pessoas, principalmente da Europa e Estados Unidos. Esta crise trouxe com ela um descrédito grande nas instituições financeiras e na forma como gerem as questões relativas à emissão de moeda. Principalmente os bancos centrais ficaram bastante mal vistos nesta crise. Assim, a Bitcoin surge como uma alternativa para romper de forma drástica com o actual modelo dos bancos centrais.

Funcionamento da Bitcoin

A principal característica da Bitcoin é que não necessita de quaisquer intermediários para efectuar operações. Por exemplo, para enviar dinheiro de Portugal para Espanha, actualmente necessitamos de um intermediário (banco) e temos de pagar as respectivas comissões. Com a Bitcoin este intermediário não é necessário e as moedas podem circular pelo Mundo livremente. O conceito baseia-se no modelo p2p, ou seja, os utilizadores da moeda é que são quem constitui toda a rede e faz com que o sistema funcione. Assim, uma pessoa pode enviar dinheiro entre países por exemplo, de forma completamente gratuita e sem qualquer taxas ou limites, para sempre. Naturalmente os bancos não olham com bons olhos para esta situação, pois assim, o seu negócio fica em risco. Basicamente as pessoas deixam de precisar dos seus serviços porque esta alternativa não necessita deles.

Outra característica relevante da Bitcoin é o facto de permitir pagamentos de forma completamente anónima. Não existe qualquer possibilidade de identificar quem é o remetente ou o destinatário do dinheiro. Este já é um aspecto mais controverso uma vez que pode facilitar as actividades ilícitas como corrupção, branqueamento de capitais, tráfico de droga, entre outros. No entanto por muitos este factor é visto como uma mais valia numa sociedade em que o Estado e os bancos, cada vez mais, querem controlar a nossa vida e saber tudo o que andamos a fazer retirando-nos toda a privacidade em nome da segurança.

Investir em Bitcoin

Além das vantagens acima descritas para a transferência de dinheiro, a Bitcoin tem-se afirmado como um instrumento de investimento muito rentável para as suas poupanças. Isto porque a sua cotação se encontra com tendência de subida muito forte permitindo aos investidores, em pouco tempo, realizarem mais valias muito avultadas. Só para se ter ideia, no inicio deste ano a cotação andava em torno dos 900 dólares, sendo que hoje se situa a 4700 dólares. É uma rentabilidade estrondosa, não comparável com qualquer outro investimento.

Existem duas formas de investir em Bitcoins. Uma é comprando e montando hardware para fazer produção de bitcoins. Este hardware é bastante dispendioso pois necessita de uma capacidade de processamento elevada. Além disso há que considerar custos com electricidade. Estes serão os dois principais custos se optar por seguir esta via: a aquisição do equipamento e o consumo de electricidade ao longo do tempo. O potencial de retorno esse pode ser bastante elevado. Se uma Bitcoin neste momento vale 4700 dólares, é fácil ver que mesmo produzindo muito pouco é possível obter rendimentos positivos.

Outra forma de investir em Bitcoin é simplesmente adquirindo algumas moedas através de instituições (normalmente sites) que fazem essa troca de dólares ou euros por Bitcoin. Depois a ideia será manter as suas Bitcoins algum tempo e vender quando achar que é oportuno, nomeadamente quando a cotação subir. Normalmente estas instituições também fazem compra de moeda, portanto poderá vende-las de imediato quando desejar.

Riscos da Bitcoin

A Bitcoin parece para muitos um investimento seguro e de longo prazo, com potencial para fazer crescer o seu dinheiro. No entanto, não podemos deixar de referir que esta moeda está a explorar um mercado completamente novo, pelo que, existe muita incerteza e instabilidade. A sua cotação é reflexo disso, é bastante volátil. O caminho que esta moeda seguir irá determinar o seu sucesso ou insucesso e existem ainda muitas incertezas e indefinições. Uma coisa é certa, para se tornar amplamente utilizada são necessários ainda definir algumas normas e legalizar o seu uso nas superfícies comerciais. E para isso acontecer também terão de haver amplas alterações tecnologias. Em conclusão, a Bitcoin tem ainda um futuro muito indefinido pela frente pelo que todas as decisões de investimento devem ter em conta isso. Por exemplo, investir as poupanças todas num veiculo destes, será um risco muito elevado.

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.