Time, energy and money. These should never be compromised.

Alternativas ao Bitcoin: 5 Criptomoedas para investir

O que são criptomoedas

As criptomoedas estão cada vez mais em voga principalmente devido ao crescendo de popularidade da Bitcoin. A Bitcoin é o exemplo mais bem sucedido de uma criptomoeda. Este conceito baseia-se numa moeda que é produzida através de meios informáticos e encriptação. Uma característica comum a todas elas é que a sua gestão não é centralizada, ou seja, não é necessário qualquer intermediário no funcionamento do sistema. Como se baseia num sistema p2p, os utilizadores da moeda são, na verdade, quem a gere. Não é necessária uma entidade externa a fazer este trabalho.

Na sociedade actual esta função está normalmente atribuída aos bancos centrais, quer seja o Banco Central Europeu, quer seja a Federal Reserve americana. Assim, não é de admirar que estas entidades se tenham vindo a manifestar fortemente contra este tipo de moeda, uma vez que, com ela, estes deixam de ser necessários. Outro aspecto importante é que todas as criptomoedas foram desenvolvidas tendo como requisito a existência, à partida, de um numero máximo de moedas que podem ser criadas. Assim, não se pode “imprimir” moedas para sempre, há um valor predefinido inicialmente que não deverá ser ultrapassado. Por fim, a outra característica que é transversal a todas elas é o facto de estas garantirem o anonimato absoluto de quem envia ou recebe dinheiro. Este é um factor mais controverso, uma vez que pode facilitar o seu uso para actividades ilícitas. Estima-se que actualmente o mercado mundial das criptomoedas valha cerca de 72,6 mil milhões de euros.

Ethereum

Actualmente esta é a segunda criptomoeda com mais valor, quando comparada com a bitcoin. O seu preço situa-se perto dos 400 dólares sendo que esteve em queda durante o mês de Julho deste ano mas entretanto recuperou dessa queda e está numa clara tendência ascendente. A Ethereum tem ainda uma particularidade que é não se apenas uma moeda. Esta consiste também numa plataforma assente na tecnologia block chain, que procura várias aplicações noutras áreas. Quando comparada com a bitcoin, cuja principal ambição é afirmar-se como moeda de troca em todo o tipo de transacções, a Ethereum pretende ir muito mais além, fornecendo ferramentas que usam a tecnologia base da Bitcoin (block chain) aplicadas noutras áreas.

Ripple

Recomendado para si

Esta moeda surge com uma diferença significativa na forma como processa as transacções, que se traduz numa maior velocidade em relação à Bitcoin. Todas as transacções demoram menos tempo devido ao protocolo que usa o que leva a também ser uma moeda mais eficiente do ponto de vista energético. Existe ainda outro factor que torna esta moeda interessante que é o facto de não ser necessário um intermediário para trocar moedas por euros. A própria rede encarrega-se disso. Por exemplo, se quiser comprar 1 Bitcoin, actualmente terá de requisitar a mesma através de algum intermediário. Transfere-lhe o dinheiro referente a 1 Bitcoin e passado algum tempo receberá a sua Bitcoin. A Ripple não necessita deste intermediário, pelo que pode simplesmente pela rede trocar moedas por euros.

NEM

A NEM surge como uma possível alternativa à Bitcoin tendo como principal triunfo a sua maior eficácia a nível de segurança. Actualmente encontra-se uma tendência de subida a par das outras criptomoedas mas é a mais recente de todas. Esta falta de maturidade e subida demasiado rápida ainda levam a que muitos utilizadores olhem para esta com alguma relutância.

Litecoin

A Litecoin é uma sucessora da Bitcoin. Esta moeda começou a ser pensada e desenvolvida por Charlie Lee numa altura em que a Bitcoin estava a dar os primeiros passos. Muitos dos conceitos envolvidos nesta passaram mais tarde para a Litecoin pelo que a base das duas pode dizer-se que é a mesma. Existem alguma diferenças técnicas mais a mais relevante, do ponto de vista do utilizador é que o máximo de Litecoin é um valor bastante mais elevado que a Bitcoin, nomeadamente 84 milhões de moedas (enquanto a Bitcoin é apenas 21 milhões). Pode consultar mais detalhes destas diferenças aqui.

Ethereum Classic

Esta moeda surge como uma derivação da Ethereum devido a algumas falhas de segurança que esta tem, que podem ser exploradas com um “The DAO Attack“. Não estamos portanto a falar de uma nova criptomoeda mas sim de uma derivação de outra.

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.