Time, energy and money. These should never be compromised.

Como abrir uma loja

Construa o seu próprio negócio

Montar um negócio próprio é, hoje em dia, o sonho de muitas pessoas. Uma boa hipótese é abrir uma loja que venda determinado tipo de artigos. Terá de os adquirir previamente junto de um ou mais fornecedores, aplicar-lhes uma margem de lucro e colocá-los à venda no seu estabelecimento. Será também importante ter um processo eficaz de gestão de stock e encomendas, uma vez que, não é desejável perder o controlo daquilo que tem ou não em stock. Se a sua loja vender artigos com especificações diferentes, por exemplo roupa, que tem vários tamanhos e cores, mais importância ainda assume este factor. Se um cliente gostar de determinada peça mas precisar de outro tamanho é muito importante que tenha condições de verificar se a tem em stock para poder finalizar a venda. Daí que o stock deve sempre estar bem especificado. Além de dizer que tem 5 peças do vestido A, é mais importante ainda dizer que são 2 tamanho S, 2 tamanho M e 1 tamanho L. Para esta tarefa pode optar pela aquisição de um software de gestão de stocks, que lhe pode vir a facilitar bastante a vida.

Que artigos vender

Pois bem, esta é uma questão que pode determinar o sucesso ou insucesso da sua loja. Aqui há duas hipóteses que surgem frequentemente.

A primeira hipótese é a de vender artigos com grande procura, para o grande publico. Cabem nesta categoria as lojas de roupa por exemplo ou de calçado. Ambas vendem artigos que são procurados por toda a gente. Por isso mesmo, existe, tendencialmente, uma maior concorrência, pois sendo artigos muito solicitados também registam muita oferta. Ao decidir montar uma loja deste tipo de artigos tenha portanto em atenção se a zona onde a pretende implementar não está já saturada.

Outra hipótese é a de abrir uma loja com produtos de nicho, ou seja, produtos específicos apenas por uma pequena franja da população. Aqui a grande vantagem é haver pouca concorrência e portanto poder aumentar as margens de lucro. Por outro lado o seu estabelecimento terá uma maior abrangência. Por haver pouca oferta do produto em questão, poderá ter clientes dispostos a viajarem dezenas ou centenas de quilómetros só para ir ao seu estabelecimento.

Em resumo, a vantagem de vender produtos de grande procura é poder chegar a mais pessoas uma vez que praticamente qualquer pessoa é um potencial cliente para si. No entanto ao haver muita procura também haverá muita oferta (outras lojas como a sua) pelo que as margens de lucro serão mais baixas. Por outro lado vender um artigo de nicho, que apenas uma pequena franja da população procura, pode permiti-lo vender com margens de lucro maiores e com menos concorrência.

Escolher a localização

A localização da sua loja constitui outro dos factores fundamentais que pode determinar o seu sucesso ou insucesso. Deve escolher uma zona com muita passagem de pessoas e idealmente com uma boa montra para o exterior. Esta será a sua forma de chamar pessoas para o seu interior. Se a rua em questão tiver pouca passagem, será bastante mais difícil pois poucas pessoas conhecerão o seu estabelecimento. No entanto, hoje em dia, muitas lojas começam a apostar predominantemente no canal de vendas online. Isto faz com que a sua localização física deixe de assumir tanta importância uma vez que a maior parte das pessoas acederá à loja via Internet. Numa fase posterior, mesmo que deseje levantar as suas compras na loja física, isso já não será um problema muito grande. A pessoa já terá feito a compra, pelo que, não se importará de se deslocar a uma zona menos concorrida para levantar a sua encomenda. Provavelmente até irá preferir isso, para poder estacionar com mais facilidade do que ter de se deslocar a uma das ruas mais movimentadas da cidade.

Impostos a suportar

Por vezes os novos empresários não têm em conta o peso dos impostos nas contas que fazem, ao iniciar um negócio. Na verdade, o peso dos impostos em Portugal, nos negócios, pode ser bastante significativo. Falemos dos dois impostos principais que terá de suportar ao abrir uma loja e consequentemente abrir uma empresa.

Comecemos pelo IVA. Todos os bens que vender estarão sujeitos à aplicação da taxa de IVA que deverá ser devolvido ao Estado ao longo do ano. Existem várias taxas de IVA, desde a taxa reduzida, taxa normal e taxa agravada. A maior parte das vezes a taxa de IVA que terá de aplicar aos seus produtos será a taxa normal que em Portugal Continental, actualmente é de 23%.

Outro imposto que terá de suportar ao abrir uma loja e constituir uma empresa, será o IRC. Este imposto é aplicado no final do ano fiscal aos seus lucros. Ou seja, é um imposto que incide sobre a facturação subtraída de todos os custos que suportou ao longo do ano. Em Portugal continental a taxa a aplicar aos lucros é de 21%

.

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.