Time, energy and money. These should never be compromised.

Os melhores investimentos para 2018

Conheça as melhores opções para o próximo ano

O ano de 2017 está a chegar ao fim e começa a surgir a discussão de quais serão os melhores investimentos para 2018. Existe sempre muita especulação sobre os investimentos que terão sucesso no ano seguinte mas convém relembrar que, na verdade, é bastante complicado antecipar quais poderão ser os investimentos de maior sucesso. As circunstancias económicas e politicas no mundo estão em constante mudança e estas influenciam decisivamente todos os investimentos, pelo que, se torna difícil antecipar quais poderão ser os melhores produtos para investir. Mais fácil que isso é a tentativa de prever tendências genéricas e aplica-las aos seus investimentos. Assim, neste artigo pretendemos expor algumas das tendências mundiais genéricas que se prevê que venham a acontecer, ao invés de tentar descobrir qual a acção que constituirá um dos melhores investimentos para 2018.

Diminuir investimento em acções

A recomendação da maior parte das casas de investimento é para diminuir a exposição a activos de mais risco como por exemplo acções. Isto deve-se ao facto de o mercado de acções se encontrar num bull market já bastante longo (um dos mais longos da história) o que justifica os cuidados recomendados. Os mercados financeiros seguem ciclos de subida e descida com períodos que podem variar. Assim, ao estarmos actualmente num longo período de subida, considera-se altamente provável haver um período de descida muito em breve. É importante, no entanto, realçar que esta queda já se encontrava prevista há, pelo menos, 2 anos, pelas principais casas de investimento. Portanto não significa, mais uma vez, que ela acontecerá no próximo ano. No entanto, naturalmente, quanto mais tempo passa, mais provável vai ficando que aconteça.

Aumentar liquidez

Outra recomendação relativamente unânime para o próximo ano, é o de libertar algum capital para investimentos de baixo com risco com mobilização mais fácil. Ao ser expectável uma descida generalizada dos mercados é importante ter alguma liquidez, pois, estas descidas criam sempre boas oportunidades de investimento. Assim é importante ter capital disponível ou em activos de fácil mobilização (como um deposito a prazo) para que se possam realizar investimentos, passado o tempo de crise. Uma vez iniciada a queda, será difícil desfazer-se de investimentos, em acções por exemplo, sem ter menos valias. Assim é preferível antecipar esta situação e ir progressivamente transferindo capital de activos de maior risco para menor risco.

Investimentos alternativos

Normalmente, em períodos de queda dos mercados, os investidores tendem a procurar investimentos alternativos. Assim, com o aumento da procura estes activos costumam registar crescimentos exponenciais e podem fazer parte do lote dos melhores investimentos para 2018. Por exemplo, a bitcoin é um investimento a atrair cada vez mais investidores. Tratando-se de um investimento de alto risco não é recomendável que aloque uma parte grande do seu património a este tipo de investimento. No entanto, como diversificação e complemento aos investimentos tradicionais, trata-se de uma boa oportunidade. Actualmente a bitcoin tem registado máximos cada vez mais elevados na sua cotação. Outra boa opção de investimentos para 2018, que cativa cada vez mais Portugueses, são as apostas desportivas. Este tipo de investimento tem duas particularidades. Em primeiro lugar, para quem gosta de desporto, pode tornar-se um hobby. Por outro lado este tipo de investimento exige que tenha alguma disponibilidade diária a nível de tempo para poder estudar correctamente e acompanhar todos os aspectos relevantes para as suas apostas.

Conclusão

Todos os anos, nos mercados financeiros, existem grandes fortunas a serem formadas mas também perdidas. O ano de 2018 não será excepção portanto é importante posicionar-se antecipadamente para poder estar do lado dos activos vencedores e não dos perdedores. Como sempre, aquilo que é recomendável é apenas subscrever investimentos cujo risco seja compatível com o seu perfil de investidor. Por outro lado, a diversificação é sempre uma mais valia. Por muito bom que um investimento possa parecer não deve colocar uma parte significativa do seu património neste. Lembre-se que crises acontecem e de um momento para o outro tudo pode mudar.

Na vida de uma empresa ou de um pais, as circunstancias são demasiado voláteis para confiar a totalidade do seu património nelas. Tenha também atenção em não fazer investimentos que não perceba bem como funcionam. Por exemplo, devido à publicidade nos meios de comunicação social existem em Portugal muitos investidores a adquirir obrigações sem terem o conhecimento necessário sobre como funciona este mercado. Na verdade, ao contrario do que se possa pensar, este mercado pode ser mais complexo que o mercado de acções. A ideia chave aqui é não enveredar por investimentos que não entenda como funcionam.

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.