Time, energy and money. These should never be compromised.

Carro novo ou usado?

A compra de um carro é uma despesa que, frequentemente, causa dificuldade às finanças de uma família. No entanto os valores de aquisição variam muito de modelo para modelo, bem como devido aos extras que possam estar incluídos e ainda ao facto de serem novos ou usados. Este ultimo ponto é aliás uma das decisões mais importantes que deve tomar ao comprar um automóvel. Como se trata de um produto com várias peças de desgaste o seu valor tende a diminuir muito após a compra. Assim não é de estranhar que um carro usado, regra geral, seja muito mais barato que um carro novo. Terá no entanto de aceitar que o carro já possa ter algumas marcas de uso visíveis, bem como as peças algum desgaste interno.

A sua decisão deverá basear-se numa comparação entre o preço do carro que escolheu novo e o preço do mesmo carro, com o mesmo equipamento, em usado. Aqui já notará uma diferença de preço significativa. Mas notará uma diferença maior ainda quanto maior for o número de quilómetros que o carro apresenta (e consequentemente mais desgaste tem). Assim deve procurar um equilíbrio, uma vez que um carro com demasiados quilómetros, pode começar a ser fonte de problemas e despesas extras num curto espaço de tempo. A partir de determinada altura, no ciclo de vida de um automóvel, existem componentes que apresentam um desgaste tal que necessitam de ser substituídos. Por isto mesmo deve considerar estes detalhes ao equacionar a compra de um automóvel com mais quilómetros.

Comprar carro novo

Ao adquirir um automóvel novo tem a certeza e garantia de fábrica que todas as partes que o compõem se apresentam novas. Será o seu primeiro utilizador e o mais rápido ou lento desgaste do carro no futuro dependerá apenas de si e do seu comportamento. Se for cuidadoso o carro poderá ter um desgaste mais lento e assim prolongar o seu ciclo de vida. Por outro lado as peças e mecanismos do carro são novos, pelo que, não são esperadas avarias nem necessidades de substituições a curto/médio prazo. Mesmo que sejam, provavelmente estarão ao abrigo da garantia de fábrica pelo que não tem de se preocupar. Ao encomendar um carro de fábrica tem ainda a possibilidade de personalizar tudo o que for permitido, tais como cor da carroçaria e interiores. Parecem só vantagens mas existe uma grande desvantagem desta solução que é o preço elevado que um carro possui ao sair de fábrica. Este aspecto muitas vezes inviabiliza esta solução, uma vez que, a pessoa pode não ter disponível o valor necessário.

Comprar carro usado

Por outro lado ao comprar um automóvel usado, já terá nas suas mãos um automóvel cujo primeiro dono não foi você, nem consegue saber que tipo de uso o dono anterior fazia da viatura. Não é difícil portanto poder haver avarias escondidas ou que mesmo que ainda não se tenham manifestado, estejam prestes a ocorrer. Um automóvel é uma maquina bastante complexa, que a maior parte das pessoas tem dificuldade em entender, o que dificulta uma avaliação mecanica mais profunda. De qualquer forma tem de ter consciência que o carro apresentará algumas marcas de uso visíveis no exterior e no interior, e terá uma parte dos componentes já com algum desgaste, como por exemplo a bateria. Pode consultar o site da Norauto, por exemplo, para fazer uma estimativa de possíveis custos que venha a ter de suportar. No entanto a grande vantagem desta solução é que estará a adquirir um carro a um preço muito mais barato quando comparado com um carro novo. Assim consegue usufruir de um veiculo que, se quisesse comprar novo, provavelmente poderia nem ter capital disponível para ele. Se tiver algum cuidado na sua escolha e fizer uma análise o mais profunda possível, pode ser um excelente negócio e muito mais compensador do que a compra de um carro novo.

Conclusão

Em conclusão, a questão económica nesta decisão é um factor fundamental e é a que permite tomar a melhor decisão para o seu dinheiro. Apesar de haver riscos envolvidos na compra de um carro usado, principalmente devido à incerteza do seu real estado a nível de mecânica, esta costuma ser a solução mais economicamente rentável face à compra de um carro novo. A diferença de preço que existe entre um carro saído de fabrica e um carro usado é larga o suficiente para compensar o risco envolvido. Poderá vir a ter algumas despesas extra que podem aproximar ou até ultrapassar o preço final do carro, do preço do mesmo automóvel novo, mas é um risco que terá de lidar com ele. De qualquer das formas, uma análise cuidada e detalhada de uma pessoa com maior conhecimento, poderá, pelo menos, evitar surpresas num curto espaço de tempo. Esta conclusão aborda este tema de uma perceptiva financeira apenas, naturalmente cada pessoa terá também as suas preferências e gostos pessoais.

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.